Existe uma quantidade saudável de consumo de álcool?

 

Há muito tempo faz parte do senso comum a crença de que ingerir poucas doses de álcool traz benefícios à saúde, como é o caso de estudos que apontam que o vinho traz benefícios ao coração.

 

Tanto que um grupo de pesquisadores de um grande estudo global, publicado na revista científica The Lancet, analisaram dados de 195 países, de 1990 a 2016, para avaliar até que ponto algumas doses das bebidas alcoólicas podem servir de proteção para algumas condições de saúde.

 

A conclusão, no entanto, foi outra: “os pequenos benefícios adquiridos com o consumo baixo e moderado de bebidas alcoólicas são superados pelo risco aumentado de outros danos relacionados à saúde, incluindo o câncer”. Ou seja, não existe um nível seguro para o consumo de álcool.

 

O estudo mostra que o etanol, em qualquer quantidade, pode causar o desenvolvimento de câncer de boca, faringe, laringe, esôfago, estômago, fígado, intestino (cólon e reto) e mama (pré- e pós-menopausa).

 

Ainda segundo os pesquisadores, consumir apenas uma dose de bebida alcoólica por dia aumentou em 0,5% o risco de desenvolver problemas de saúde relacionados ao álcool em relação à abstenção. E beber cinco doses por dia levou a um aumento de 37% no risco.

 

O que ocorre é que etanol tem o efeito cancerígeno sobre as células e, quando chega ao intestino, pode funcionar como solvente, facilitando a entrada de outras substâncias carcinogênicas para as células.

 

Além disso, o álcool está intimamente relacionado com cerca de 60 diagnósticos diferentes e para quase todos existe uma estreita relação dose-resposta. Isso significa que quanto mais você bebe, maior o risco de desenvolver tumores e outras doenças.

Postagens Relacionadas

  • O Direito dos Trabalhadores com Câncer

    Ver Mais
    15/01/2021
  • Mitos e Verdades sobre a Tireóide

    Ver Mais
    05/01/2021