Tireoidectomia

A tireoidectomia é a remoção da glândula tireoide, que pode ser total ou parcial. A operação é delicada e exige técnica apurada. O procedimento é indicado para pacientes com câncer de tireoide, nódulos benignos com sintomas compressivos e hipertireoidismo.

O procedimento cirúrgico  sistematizado é realizado sob anestesia geral, com duração aproximada de 90 minutos. Atualmente, a cirurgia é indicada para pacientes com nódulos malignos ou suspeitos; hipertireoidismo associado a nódulos ou após insucesso do tratamento clínico, e para pacientes com aumento nodular benigno da tireoide (bócio), em que estejam presentes falta de ar, dificuldade para engolir (sintomas compressivos) ou desvio de traqueia.

São operações delicadas e que exigem técnica apurada de dissecção e hemostasia (interrupção do sangramento). Complicações possíveis são: paresia ou paralisia de prega vocal por manipulação do nervo laríngeo inferior (recorrente); hipoparatireoidismo transitório ou definitivo por manipulação e/ou isquemia das glândulas paratireoides; hematoma cervical por sangramento. Diversos estudos mostram que o índice de complicações é significativamente menor quando as operações são realizadas por cirurgião especialista, desde que a frequência de cirurgias realizadas anualmente atinja um número mínimo sugerido pela literatura.

Nos pacientes com diagnóstico de câncer da tireoide o correto manejo oncológico é fundamental, uma vez que é frequente a necessidade de esvaziamento cervical (compartimento central e/ou lateral) quando há envolvimento dos gânglios linfáticos pela neoplasia. Após o tratamento cirúrgico pode ser necessário, conforme os dados anatomopatológicos do paciente, complemento com radioiodoterapia para ajudar a remover (adjuvância/ablação) restos microscópicos do tecido tireoidiano.

Para os pacientes submetidos à remoção (ressecção) completa da glândula (Tireoidectomia total), é necessário o uso contínuo da levotiroxina (T4), hormônio da tireoide disponível em comprimidos, que é convertido na forma ativa pelo organismo.


Agende uma consulta