Esvaziamento Cervical

Um procedimento cirúrgico bastante específico, o esvaziamento cervical [tradução do termo em inglês neck dissection] faz parte do tratamento dos pacientes com câncer de cabeça e pescoço. Trata-se de uma abordagem de alta precisão que exige amplo conhecimento da anatomia da região e dos princípios oncológicos.

São operações realizadas isoladamente ou em conjunto com outros procedimentos cirúrgicos, como no tratamento do câncer de boca por exemplo, quando o esvaziamento cervical é realizado em conjunto com a ressecção do tumor primário, respeitando os princípios oncológicos. A extensão da linfadenectomia irá variar conforme a área primária e o tamanho do tumor, presença ou ausência de linfonodos comprometidos pela neoplasia, e pela relação dos linfonodos comprometidos com as estruturas vizinhas do pescoço. Cada região cervical (níveis dos linfonodos cervicais) apresenta nervos e vasos em risco durante a operação, o que torna a cirurgia sempre meticulosa.

Os principais riscos pós-operatórios envolvem a manipulação de nervos cranianos com perda temporária de função (nervo acessório e ramo marginal mandibular por exemplo), sangramento da área cirúrgica, risco de infecção e fístula linfática. O esvaziamento cervical é realizado sempre sob anestesia geral e o tempo de internação varia conforme a extensão e localização do procedimento.


Agende uma consulta