Cirurgia das glândulas salivares

Produzir saliva é a principal função das glândulas salivares, que se dividem em dois grupos: maiores e menores. Diagnosticar disfunções e doenças nestas glândulas e tratá-las cirurgicamente de forma individualizada está entre as especialidades dos cirurgiões da Pescop. Cada glândula possui características anatômicas e fisiológicas diferentes, bem como doenças distintas, portanto, a cirurgia de cada glândula deve ser individualizada.

Parotidectomia:

Ficam na região do ângulo mandibular, e são acometidas em 80% dos casos por tumores benignos e 20% malignos. A cirurgia envolve a retirada superficial ou total da glândula.

Glândula submandibular:

Localizada como o seu nome diz, na região do pescoço logo abaixo da mandíbula, a cirurgia é indicada para tratamento de obstrução do seu canal de drenagem por pedras, além de tumores benignos e malignos da glândula. A cirurgia exige dissecção meticulosa devido à proximidade com vários nervos importantes, cujas lesões levam a diferentes sequelas.

Glândulas salivares menores:

As glândulas salivares menores são encontradas em todo o trato aerodigestivo alto, da cavidade nasal até a laringe. O tratamento dos tumores originados dessas glândulas devem ser individualizados de acordo com o tipo e localização.


Agende uma consulta